carrinho de abandono e-commerce

Entenda a importância de reduzir a taxa de abandono de carrinho

19/fev/18

Imagine uma loja de eletrodomésticos em shopping center. Um cliente acaba de se interessar por um notebook, por exemplo. Ele checa os detalhes técnicos do produto, avalia o preço e o coloca no carrinho. Todavia, já no caixa, essa pessoa desiste da aquisição e deixa o estabelecimento.

O exemplo acima não acontece com frequência em um comércio físico, não é mesmo? Mas quando falamos de e-commece, segmento que apresenta uma alta taxa de abandono de carrinho, essa é uma situação muito comum.

Quer entender por que isso acontece e aprender métodos para evitar essa situação? Então, é só ler este post até o final!

O que é a taxa de abandono de carrinho?

Essa métrica revela a porcentagem de usuários que desistem de um processo de compra depois de adicionar um produto (ou mais) ao carrinho virtual de uma loja eletrônica, mais ou menos como no exemplo citado no início deste texto, só que em ambiente virtual.

Entretanto, a compra pela internet envolve um número maior de variáveis em comparação ao processo físico. Assim, os motivos que levam as pessoas a desistirem de uma compra podem ser muitos.

Uma pesquisa feita pela Baymard Institute, nos Estados Unidos, mostrou que, em média, 68% dos usuários abandonam seus carrinhos. Com exceção das pessoas que simplesmente realizam uma simulação sem intenção real de compra naquele momento, a seguir elencamos os outros principais motivos do abandono:

  • 25% pela adição de valores como taxa de entrega e impostos;
  • 22% pela obrigação de criar uma conta no site;
  • 15% por falta de confiança no site e insegurança quanto ao fornecimento de dados bancários;
  • 9% pela complexidade e demora no processo.

Afinal, como reduzir a taxa de abandono de carrinho?

Logicamente, não há muito que possa ser feito quando a pessoa não possui intenção ou condições de compra em dado momento. Todavia, as outras razões de desistência podem ser trabalhadas pela equipe de marketing, design e TI. Confira algumas dicas!

Ofereça várias opções de pagamento

Consumidores gostam de poder escolher a forma como vão pagar o produto. Assim, é importante aceitar diversas bandeiras de cartão de crédito, além de oferecer a possibilidade de pagamento via boleto e, dependendo do caso, depósito bancário. O número de parcelas é outro fator determinante para o êxito de uma venda.

Além disso, é essencial mostrar que o usuário pode confiar na sua empresa na hora de fornecer dados pessoais e bancários. Exiba certificados de segurança na página de pagamento e escolha métodos 100% seguros para processar as transações financeiras.

Seja claro quanto ao valor do frete

Não adianta omitir o valor do frete para surpreender o cliente no check-out. Opte pela clareza de informações. Assim, na página de cada produto, adicione a opção de cálculo de frete e trabalhe com diferentes valores dependendo do tempo de entrega

Simplifique o processo de compra

É importante manter o processo de check-out otimizado e focado na usabilidade. Evite a criação de longos formulários e descomplique os passos para a finalização do pedido. A criação de uma conta com login e senha, muitas vezes, pode ser um empecilho para os usuários. Portanto, sempre que possível, deixe essa etapa como opcional. Uma boa opção é utilizar outras contas que o usuário já tem, como as de Facebook ou Google.

As dicas acima, certamente, vão ajudar a diminuir a taxa de abandono de carrinho no seu e-commerce, aumentando o número de conversões e a lucratividade.

Gostou de aprender sobre este assunto? Siga nossas redes sociais (FacebookLinkedInInstagram) e descubra muito mais sobre os melhores conteúdos em marketing digital!