Saiba o que é o ciclo de vida de um produto (com exemplos!)

23/abr/19

Em qualquer negócio, é fundamental conhecer e confiar no produto ou serviço que você está oferecendo para os seus clientes. Porém, é preciso atentar-se também a outros fatores importantes que influenciam diretamente nos resultados da sua empresa.

Conhecer a fundo o ciclo de vida de um produto exemplo, por exemplo, pode ser o diferencial para que as suas campanhas de marketing e vendas sejam otimizadas. Monitorar e analisar constantemente o momento em que cada item está é a melhor forma de prolongar a vida útil e evitar que o seu declínio aconteça rapidamente.

Para que você fique por dentro desse importante conceito, preparamos este artigo sobre o ciclo de vida de um produto. Vamos abordar as principais fases pelas quais cada item do seu e-commerce passará, como as estratégias de marketing podem otimizar esse ciclo e o que fazer para estender ao máximo os estágios mais positivos. Confira!

O que é o ciclo de vida de um produto?

O ciclo de vida de um produto nada mais é do que os estágios pelos quais qualquer item ou serviço, obrigatoriamente, passará. Para que esse conceito fique mais claro para você, listamos as principais fases dessa estratégia.

Introdução

Esse é o momento em que o produto, ainda desconhecido do público, é introduzido ao mercado. As primeiras vendas e o retorno financeiro costumam ser baixos nesse período, afinal, poucas pessoas conhecem ou confiam nesse item.

Crescimento

Em seguida, vem o crescimento, que simboliza o estágio em que o produto começa a conquistar mais clientes, tornar-se mais conhecido e, consequentemente, registrar um aumento no número de vendas e um retorno mais alto para o seu negócio.

Maturidade

Com uma clientela estabelecida e um retorno positivo e fixo, as vendas já alcançaram o potencial máximo do produto. Todavia, caso nenhuma ação seja tomada, esse estágio pode durar menos do que o ideal.

Declínio

Por inúmeros fatores, seja pela concorrência ou uma mudança de comportamento do consumidor, o produto começa a registrar números inferiores constantemente. Aos poucos, o declínio daquele item vai se tornando mais claro, e a tendência é que seja substituído.

O que as estratégias de marketing têm a ver com o ciclo de vida de um produto?

Conhecer cada uma dessas fases é, portanto, fundamental para garantir que o seu planejamento seja realista e os objetivos traçados sejam alcançados. Existem maneiras, porém, de tornar esse trabalho ainda mais simples, ao adotar estratégias de marketing para que o produto consiga render melhores resultados em cada um dos estágios.

Utilizar o marketing pode acelerar algumas fases e ampliar a duração de outras. Na hora da introdução, por exemplo, um trabalho voltado para a criação de expectativa nos clientes em relação ao produto a ser lançado pode ser o diferencial. Ações desse tipo são muito comuns, por exemplo, em camisas de times de futebol no Brasil, com os clubes divulgando, aos poucos, detalhes dos produtos.

Durante o crescimento, o importante é utilizar as técnicas de marketing para acelerar esse processo e garantir que o produto passe para o estágio seguinte o mais rápido possível. A tática para essa fase pode ser incentivar alguns dos clientes — poucos — que já conhecem o seu item a compartilharem suas experiências positivas com o produto, por exemplo, divulgando nas redes sociais ou mesmo em seu site.

O que fazer para manter as vendas em um nível alto?

Apesar de ser considerado o ápice do ciclo de vida de um produto, o estágio de maturidade precisa ser acompanhado de perto. Afinal, é nesse momento que as vendas começam a estagnar. Portanto, é fundamental que você não se acomode e busque formas de atualizar ou fortalecer o produto, garantindo uma vida útil maior nesse estágio tão importante.

Ficou evidente como o ciclo de vida de um produto precisa ser acompanhado de perto para que você utilize as estratégias corretas em cada um dos estágios e garanta os melhores resultados para seu produto e negócio.

Agora que você já entendeu a importância desse conceito tão importante, que tal conferir outros conteúdos que possam ajudar a produtividade da sua empresa? Investir em mídia paga online, por exemplo, pode ser uma opção.